INICIO > AVES DE RAPINA > O QUE SÃO AVES DE RAPINA?
 
Grupos básicos
Ordem Strigiformes

O que são aves de rapina?

Texto: Willian Menq
Atualizado em 15 de Maio de 2016


Harpia (Harpia harpyja).
Foto: Willian Menq

• Definição
As
'aves de rapina’ ou ‘rapinantes’ são aves carnívoras que compartilham determinadas adaptações para a caça ativa, como o bico curvo e afiado, garras fortes, voo poderoso, além de uma excelente visão e audição. Com esses atributos, as aves de rapina são ágeis e eficientes na captura de suas presas. A palavra “rapina” tem sua origem no latim que significa “raptar” (aquela que pega e leva consigo), referindo-se simplesmente à forma de obtenção do alimento de algumas espécies.

São encontradas em praticamente todos os continentes e nos mais variados hábitats, desde as matas tropicais, savanas até nas montanhas mais elevadas. A variedade de formas e hábitos é impressionante, havendo representantes com pouco mais de 50 g até espécies imponentes com mais de 9 kg.

Apesar das várias características compartilhadas, as aves de rapina não formam um grupo monofilético, pois agrupa aves pertencentes a linhagens evolutivas distintas. O grupo é formado pelas ordens Accipitriformes (águias e gaviões), Falconiformes (falcões e caracarás), Cathartiformes (urubus e condores) e Strigiformes (corujas).

Os urubus, apesar de não possuirem todas as características de uma ave de rapina e de não serem classificados como tal por alguns autores, é considerado pela maioria das autoridades uma ave de rapina diurna (+ sobre o tema aqui).


• Número de espécies
Com base nos dados existentes, existem pouco mais de 550 espécies de rapinantes no mundo, 340 só de espécies diurnas (gaviões, falcões e águias) e 212 só de corujas. Não há um número exato do total de espécies do mundo, pois alguns táxons são considerados espécies por alguns autores enquanto outros os classificam como subespécies.

Segundo o Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos (CBRO 2015), existem 99 espécies de aves de rapina no Brasil, sendo 49 da Ordem Accipitriformes, 21 de Falconiformes, 23 Strigiformes e 6 Cathartiformes (urubus) e, aliado aos outros países da região neotropical, concentra o maior número de espécies de rapinantes do mundo.


Alguns exemplos de aves de rapina:


Gavião-peneira
(Elanus leucurus)


Gavião-de-penacho
(Spizaetus ornatus)

Gaviãozinho
(Gampsonyx swainsonii)

Suindara
(Tyto furcata)

Falcão-de-coleira
(Falco femoralis)

Urubu-de-cabeça-amarela
(Cathartes burrovianus)